30.9.13

A romper el coco




Es un coco lo que tengo contigo

es un coco lo que tienes conmigo...

vamo'a romperlo

vamo'a romperlo

vamo'a romperlo

que si no tiene agua ni masa en el

algo tendrá


(guaracha cubana de Otilio Portal na voz de Benny Moré, considerado
o maior expoente da música popular cubana de todos os tempos)



24.9.13

Cazuza



Quarta-feira
Livro depressivo
Na areia da praia
Eu banco o deprimido
Talvez você caia
Na minha rede um dia
Cheia de cacos de vidro
De cacos de vidro
E o galã não vê
Que é bombardeado
Com balas de hortelã
Com balas de hortelã
E a santa milagrosa vê
Que Deus não dá esmola
Subitamente assalta
Subitamente assalta
Quero que você
Me ame bastante
Daqui até a Constante Ramos
Vamos, vamos
Vamos lado a lado
Como dois gigantes
Enfrentando os ônibus
E o menino triste
Quer ser um herói
Mesmo um herói triste
Mesmo um herói triste
E a dama sem cara
Das bolsas vazias
Sente um amor aflito
Sente um amor aflito
Eu ando apaixonado
Por cachorros e bichas
Duques e xerifes
Porque eles sabem
Que amar é abanar o rabo
(É abanar o rabo)
Lamber e dar a pata
E as mulatas sonham
Que são raptadas
Por sheiks alemães
Por sheiks alemães
No escritório sonham
Que já é de tarde
Todas as manhãs
Todas as manhãs




23.9.13

António Ramos Rosa




Não posso adiar o amor para outro século
não posso
ainda que o grito sufoque na garganta
ainda que o ódio estale e crepite e arda
sob as montanhas cinzentas
e montanhas cinzentas

Não posso adiar este braço
que é uma arma de dois gumes amor e ódio

Não posso adiar
ainda que a noite pese séculos sobre as costas
e a aurora indecisa demore
não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação

Não posso adiar o coração.




Poema dum Funcionário Cansado

A noite trocou-me os sonhos e as mãos
dispersou-me os amigos
tenho o coração confundido e a rua é estreita
estreita em cada passo
as casas engolem-nos
sumimo-nos
estou num quarto só num quarto só
com os sonhos trocados
com toda a vida às avessas a arder num quarto só
Sou um funcionário apagado
um funcionário triste
a minha alma não acompanha a minha mão
Débito e Crédito Débito e Crédito
a minha alma não dança com os números
tento escondê-la envergonhado
o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado
Sou um funcionário cansado dum dia exemplar
Por que não me sinto orgulhoso de ter cumprido o meu dever?
Por que me sinto irremediavelmente perdido no meu cansaço
Soletro velhas palavras generosas
Flor rapariga amigo menino
irmão beijo namorada
mãe estrela música
São as palavras cruzadas do meu sonho
palavras soterradas na prisão da minha vida
isto todas as noites do mundo numa só noite comprida
num quarto só




declives


    O ar                            passa
a t r a v é s    d a s    p a l a v r a s


8.9.13

"Caiçara"



"Caiçara", de Adolfo Celi, foi a primeira produção da Vera Cruz, em 1950.
O filme passou ontem na TV Senado com uma cópia muito boa para as circunstâncias.
A fotografia é belíssima. E o filme menciona a antiga lenda da Pedra do Sino em Ilhabela.
Na época, "Caiçara" recebeu  menção honrosa no Festival de Cannes.
Infelizmente, não há uma cena que seja deste filme no YouTube.
Só este documentário sobre Eliane Lage, atriz principal que conta um pouco
da história do filme e de sua vida. Eliane, uma das mais belas atrizes do cinema
brasileiro, senão a mais bela, nunca se considerou atriz e odiava Hollywood.
Só aceitou o convite porque se apaixonou pelo diretor Tom Payne.
"Não quero faz-de-conta. Quero a vida."


2.9.13

Ghérasim Luca



Passionnément


pas pas paspaspas pas 
pasppas ppas pas paspas 
le pas pas le faux pas le pas 
paspaspas le pas le mau 
le mauve le mauvais pas 
paspas pas le pas le papa 
le mauvais papa le mauve le pas 
paspas passe paspaspasse 
passe passe il passe il pas pas 
il passe le pas du pas du pape 
du pape sur le pape du pas du passe 
passepasse passi le sur le 
le pas le passi passi passi pissez sur 
le pape sur papa sur le sur la sur 
la pipe du papa du pape pissez en masse 
passe passe passi passepassi la passe 
la basse passi passepassi la 
passio passiobasson le bas 
le pas passion le basson et 
et pas le basso do pas 
paspas do passe passiopassion do 
ne do ne domi ne passi ne dominez pas 
ne dominez pas vos passions passives ne 
ne domino vos passio vos vos 
ssis vos passio ne dodo vos 
vos dominos d’or 
c’est domdommage do dodor 
do pas pas ne domi 
pas paspasse passio 
vos pas ne do ne do ne dominez pas 
vos passes passions vos pas vos 
vos pas dévo dévorants ne do 
ne dominez pas vos rats 
pas vos rats 
ne do dévorants ne do ne dominez pas 
vos rats vos rations vos rats rations ne ne 
ne dominez pas vos passions rations vos 
ne dominez pas vos ne vos ne do do 
minez minez vos nations ni mais do 
minez ne do ne mi pas pas vos rats 
vos passionnantes rations de rats de pas 
pas passe passio minez pas 
minez pas vos passions vos 
vos rationnants ragoûts de rats dévo 
dévorez-les dévo dédo do domi 
dominez pas cet a cet avant-goût 
de ragoût de pas de passe de 
passi de pasigraphie gra phiphie 
graphie phie de phie 
phiphie phéna phénakiki 
phénakisti coco 
phénakisticope phiphie 
phopho phiphie photo do do 
dominez do photo mimez phiphie 
photomicrographiez vos goûts 
ces poux chorégraphiques phiphie 
de vos dégoûts de vos dégâts pas 
pas ça passio passion de ga 
coco kistico ga les dégâts pas 
le pas pas passiopas passion 
passion passioné né né 
il est né de la né 
de la néga ga de la néga 
de la négation passion gra cra 
crachez cra crachez sur vos nations cra 
de la neige il est il est né 
passioné né il est né 
à la nage à la rage il 
est né à la né à la nécronage cra rage il 
il est né de la né de la néga 
néga ga cra crachez de la né 
de la ga pas néga négation passion 
passionné nez pasionném je 
je t’ai je t’aime je 
je je jet je t’ai jetez 
je t’aime passionném t’aime 
je t’aime je je jeu passion j’aime 
passionné éé ém émer 
émerger aimer je je j’aime 
émer émerger é é pas 
passi passi éééé ém 
éme émersion passion 
passionné é je 
je t’ai je t’aime je t’aime 
passe passio ô passio 
passio ô ma gr 
ma gra cra crachez sur les rations 
ma grande ma gra ma té
ma té ma gra 
ma grande ma té 
ma terrible passion passionnée 
je t’ai je terri terrible passio je 
je je t’aime 
je t’aime je t’ai je 
t’aime aime aime je t’aime 
passionné é aime je 
t’aime passioném 
je t’aime 
passionnément aimante je 
t’aime je t’aime passionnément 
je t’ai je t’aime passionné né 
je t’aime passionné 
je t’aime passionnément je t’aime 
je t’aime passio passionnément 



1.9.13

Bernal de Bonaval - séc. XIII




A dona que eu am'e tenho por senhor

A dona que eu am'e tenho por senhor
amostrade-mi-a, Deus, se vos en prazer for,     
senom dade-mi a morte.

A que tenh'eu por lume destes olhos meus
e por que choram sempr', amostrade-mi-a,
Deus,     
senom dade-mi a morte.

Essa que vós fezestes melhor parecer
de quantas sei, ai, Deus!, fazede-mi-a veer,     
senom dade-mi a morte.

Ai Deus! que mi a fezestes mais ca mim amar,
mostrade-mi-a, u possa com ela falar,     
senom dade-mi a morte.


(música de Amancio Prada, 1980)