18.6.12

Não vamos falar, toma o teu vinho




Quando me falam das delícias que na outra vida 
os eleitos irão gozar, respondo: 
Confio no vinho, não em promessas; 
o som dos tambores só é belo ao longe. 


 Omar Khayyam, Rubaiyat.