17.4.09

O bibliófilo aprendiz

"...em 1902, a Livraria Garnier resolveu publicar uma segunda edição das Poesias completas de Machado de Assis. Nessa época, quase todos os livros dessa editora eram impressos na França e, apesar do cuidado com que era feita a revisão, escapavam erros. Mas nenhum tão grave quanto o que apareceu nesse livro. No prefácio (p. VI), Machado escreveu "...cegara o juízo...". O tipógrafo francês trocou o e por um a! Imagine-se a cara que deve ter feito o pudibundo autor vendo esse erro borrando sua obra! O pior é que só se percebeu o engano quando já estavam vendidos alguns exemplares. No meio da consternação geral, Everardo Lemos, empregado da livraria, propôs raspar com todo o cuidado a fatídica letra a, escrevendo no lugarzinho a letra e com nanquim. Assim foi feito para sossego de todos. Mais tarde, Garnier mandou reimprimir a folha contendo o fatal engano e substituí-la em todos os exemplares.


Existem, portanto, três estados dessa edição das Poesias completas de Machado de Assis. O primeiro com a 'palavra feia', o segundo com a correção feita à mão e o terceiro sem 'palavra feia'. Inútil dizer que os exemplares mais raros e procurados são os que trazem a palavra muito feia."


-------------------
Rubens Borba de Moraes, em O bibliófilo aprendiz, 1965, Companhia Editora Nacional, São Paulo. Louvável a reedição deste livro em 2005 pela Casa da Palavra e Briquet de Lemos Livros, apesar da revisão descuidada e do não registro da informação de que o livro teve sua primeira edição em 1965.

--

12.4.09



Hino do Fluminense

Sou tricolor de coração
Sou do clube tantas vezes campeão
Fascina pela sua disciplina
O Fluminense me domina
Eu tenho amor ao tricolor

Salve o querido pavilhão
Das três cores que traduzem tradição
A paz, a esperança e o vigor
Unido e forte pelo esporte
Eu sou é tricolor

Vence o Fluminense
Com o verde da esperança pois
Quem espera sempre alcança
Clube que orgulha o Brasil
Retumbante de glórias
E vitórias mil

Sou tricolor de coração
Sou do clube tantas vezes campeão
Fascina pela sua disciplina
O Fluminense me domina
Eu tenho amor ao tricolor

Salve o querido pavilhão
Das três cores que traduzem tradição
A paz, a esperança e o vigor
Unido e forte pelo esporte
Eu sou é tricolor

Vence o Fluminense
Com sangue de encarnado
Com amor e com vigor
Faz a torcida querida
Vibrar com a emoção
Do tricampeão

Vence o Fluminense
Usando a fidalguia
Branco é paz e harmonia
Brilha com o sol da manhã
Qual luz de um refletor
Salve o Tricolor