19.3.08

Brecht


O cão


Meu jardineiro me diz: o cão
É forte e astuto e foi comprado
Para guardar o jardim. Mas o senhor
Criou-o como amigo dos homens. Para que
Recebe ele sua comida?





18.3.08




São José
Pai putativo de Cristo.

Salomé
Maxixeira.

Virgem Maria
Miss Nazareth.

São João
O besta do Apocalipse.

César
Greta Garbo.

Maomé
Organizador do Estado religioso como
forma de exploração das massas por
uma elite guerreira.

Job
Judeu sem dinheiro.

Tomás de Aquino
Missa cantada por alma de Aristóteles.

Dante
Ator da Divina Comédia.

Shakespeare
Caixa de brinquedos na Renascença.

Cabral
O culpado de tudo.

Leonardo da Vinci
Criador do sorriso burguês.

Cervantes
Estréia literária da burguesia.

Voltaire
Idealista que realizou todos os seus
ideais. Dizia da religião: "Quando
não é loucura, é malandragem."

George Washington
Senhor de escravos que proclamou a
liberdade dos senhores de escravos.

Napoleão
Corso de carnaval com muitas vítimas.

Dom Pedro I
Imperador que riscava fora da caixa.

Monroe
Anexista que descobriu que a América
é dos americanos...do Norte.

Chopin
Amante de George Sand.

George Sand
Amante de Alfred de Musset.

Visconde de Cairu
Personagem grego do Segundo Império
brasileiro que dizia que "a verdade
é a mentira muitas vezes repetida".

Trotski
Trotskista.

Gandhi
Socialista passivo. Ensina liberdade
aos povos oprimidos pelo método Berlitz.

Freud
Diretor espiritual da burguesia.

Cassiano Ricardo
Ratazana ao molho pardo. Muito fotogênico.

Machado de Assis
Complexado criador de uma instituição branca.

Mário de Andrade
Macunaíma de Conservatório. Muito parecido
pelas costas com Oscar Wilde.



Oswald de Andrade

---

13.3.08

e tudo que eu pensei
e tudo que eu falei
e tudo que me contaram
era papel

e tudo que descobri
amei
detestei:
papel

papel quanto havia em mim
e nos outros, papel
de jornal
de parede
de embrulho
papel de papel
papelão



drummond

--

7.3.08

Não há nada mais gostoso do que mim sujeito de verbo no infinito. Pra mim brincar. As cariocas que não sabem gramática falam assim. Todos os brasileiros deviam de querer falar como as cariocas que não sabem gramática.


As palavras mais feias da língua portuguesa são quiçá, alhures e miúde.



manuel bandeira

---

Minha avó e minha mãe
perdi-as de vista num grande armazém
a fazer compras de Natal
hoje trabalho eu mesma para o armazém
que por sua vez tem tomado conta de mim
uma avó e uma mãe foram-me
entretanto devolvidas
mas não eram bem as minhas
ficámos porém umas com as outras
para não arranjar complicações


adília lopes


5.3.08

Emily Dickinson



I hide myself - within my flower,
That fading from your Vase -
You - unsuspecting - feel for me -
Almost - a loneliness -

-