16.2.07



a cidade esvazia pouco a pouco. amanhã nas ruas tudo parecerá brasília. tristezas não fazem rafting. do tamanho do aconcágua, esperam você subir devagar, bem devagar. sozinho e sem oxigênio. até dar de cara num paredão. há quem prefira se bronzear, seguir as placas, esquecer da vida em cancun, posar de morto em lençóis maranhenses ou na praia da esquina. sempre há um pacote especial para um coração cansado. um patrimônio histórico, um navio soterrado, uma maratona do vinho, aquele coqueiro que dá coco. o sol entra e sai da minha janela a 13 nós. areia baixa, sol de asfalto. o celular sobre a cama está desligado. vulcão inativo, ninguém há de me achar. para isso comprei calçados apropriados. temperatura média 19 graus no ambiente, 15 na água. não há como chegar a mim sem passar por quito e guayaquil. meus amigos sabem disso e não telefonam. há preços mais em conta.

----------