22.1.06

Image hosting by Photobucket

domingo é a tua mãe


paguei 4 paus pra ler a Folha no café da manhã. que lixo. reclamei que estava caro pelo que era e ainda me chamaram de pão-dura. o que nunca fui. fico puta com essas coisas. quebrei o barraco. nada como uma briguinha familiar. não compro JB porque a tinta fede. não dá nem pra secar batata frita. se você veio aqui procurando algo pra ler, hoje não tem nada não, se vira. leia o efraim medina reyes que é melhor. ele é pós-bukowski, como todos os rebeldes da virada do século. escreva sobre sexo, drogas e bandas, você vai ser publicado, cocalero. domingo infernal. estou parando de fumar e comecei a roer plástico. ou melhor, fique olhando por 10 minutos estas bolas aí em cima, descobrirá sinapses insuspeitas no oco do teu cérebro ou uma puta dor de cabeça. não sei o que faço agora, uma vontade irresistível de fazer haraquiri, harakiri, como se escreve esta merda?, de passar a faca no blog, vê se entende. além da dieta também. não se pode fumar, não se pode cheirar, não se pode comer, não se pode beber. viver pra quê , caralho? o céu eu já sei que é lindo. o amor eu já tenho. e o corpo me dói. não tenho resistência à dor. pra me anestesiar o dente o dentista precisa de umas 4 injeções. não quero, blogs confessionais depois de duas visitas me cansam. e ainda sugerem que se faça um livro onde o personagem é blogueiro. inédito no mercado. me poupem. faça você. sempre tem nicho velho prum escritor cansado. acho que não vou parar, vou continuar falando besteira aqui até o nunca. engulo uma bola cor de rosa, estabilizador de humor. domingo é a mãe. segunda-feira cumpro anos. colômbia, bolívia, chile, uruguai, cuba, o brasil essa vergonha. por que vítimas da ditadura têm de receber mesada vitalícia do estado? uma indenização chega e pronto. o presidente recebe 4 mil por mês só porque ficou preso 31 dias, mais o que já recebeu. não é isso? ou estou mal informada? ele não sofreu porra nenhuma em comparação com muita gente. passar férias no nordeste? tá louco. água de coco, praia cheia, overdose de bundas, axé na caixa, não aguento mais ver a cara superexposta de ivete sangalô, como dizem os gringos. a moça é uma fominha. você vai almoçar o quê hoje? ecstasy. ecstasy. ecstasy. só um copo de mate me dá taquicardia. a velhice é uma merda. bret easton ellis cheirou pó aos baldes, fumou crack, detonou toda a heroína da tailândia, 3 litros de stoli/dia, ácido, e o que não me lembro mais, ainda tá vivo. tem gente que com uma aspirina tem hemorragia estomacal. mundo injusto, mosquito. descobriu alguma coisa no movimento dos astros aí de cima? vou almoçar purê, pirê?, de batata com peito de frango. o estômago parou de doer. é psicológico, diz-me a psicologia popular. enquanto você não souber administrar as perdas, teu estômago não vai parar de doer. suspiro. acendo um cigarro, o primeiro do dia. meio-dia e 39. estou em juiz de fora com murilo mendes. ele morreu e não sabe que está ao meu lado. não reclama da fumaça.


------