18.11.05

Bruna Beber, em poema inédito para este blog



Teste Vocacional

Meu bem eu quero ser
Um bom poeta pra você

Não vou buscar os simbolistas
porque o séc. XX já buscou
ezra pound
t. s. eliot
poe, e blake,
que também era místico.

macalé, melodia, tqto, wally

Ou os poetas de guerra
sassoon
sorley
owen
brooke
entre os georgians.

Já quis ser surrealista breton
ou desnos.
Mas dizem sou poeta
do apocalipse
Ou poeta landscape
concorrendo com poetas
do Cairo.

Um beat ou um metafísico.
Parnasiano, formalista.

Meu bem eu quero ser
Um bom poeta pra você

Meu bem eu sou poeta.
É a minha profissão.

O dylan thomas o bob dylan
que faltava no oswald
O baudelaire que baixava no mário.
Ou satie, amigo de apollinaire
in bulevar de Montparnasse.
O mallarmé
que sonhou leminski
e rimbaud desfilando para os meninos
na praia de Copacabana.

Teu valéry teu verlaine teu valéry teu verlaine teu valéry teu verlaine.

Um bom poeta.

cummings
cummings
cummings
cummings.

To me.
To me or not
to me.

Poesia da Eslováquia
feita para as massas.
Ou não.
Yes mann, Yes rilke
No heine, No Hesse
Teu brecht, teu grass.

Eu vou lembrar todos os dias
de trazer o pastel de basho
junto com a faca junto com a prosa
do mishima
embrulhada num papel de pão
dentro da bolsa de plástico da padaria.

Runto com bóRrres pedro ruan gutiérrez oquitábio paz. Devagar,
lorca-cortázar.
Devagar,
lorca-cortázar.

Meu bem eu fui um bom poeta pra você

Alighiere!
Ungaretti!

Meu bem eu fui um bom poeta pra você

Fiz o horácio, o ovídio
juvenal, teu catullus.
Tua paixão cearense
na Roma Antiga.
A grega Safo
Ou qualquer poeta hebraica
que eu jamais conheça.

Meu bem eu fui
Um bom poeta pra você
E ainda posso melhorar
Quando descobrir
onde estão meus bukowski
onde estão minhas bishop
onde estão meus burroughs.

Ò meu creely
meu corso
meu d. h. lawrence dói nos quartos.

E onde está vladimir mayakovsky
Se encontra nabokov?
Com pavlova? Cruzes.
Com o pushkin pode.

E que murilo mendes durma
com gregório de matos guerra
na cadeia no navio no teatro
ou numa praça do subúrbio
chamada jean genet.

Ô, dos anjos, vê se entende
que o jorge de lima é o meu carma.
e aproveita
e concorda
que o quintana já foi tarde
E o drummond.
E que o bandeira
deveria ser chamar
Poesia de Domingo.

Sá carneiro!
pessoa.
camões.

Eu fui teu poeta da Pérsia
Não fui?
E dorothy parker fazendo escândalo
no salão de chá
E posso ser de novo
Todo dia ou toda hora
Teu ginsberg
Ou tua moore.

Tua plath.
plath plath.
stein
thoreau
Os quatro dáblius em
Walt Whitman William carlos Williams.

Poetas turcos
estão seguros
dos poetas africanos?
E olha que eu já ia
morrer sem saber
que peter strauss
é um poeta africano do sul.
antes era só o nome
daquele meu amigo peter
que por acaso tem strauss
no sobrenome.
Você se lembra?

Mostre segurança.
Mostre segurança.

E se faltar cerveja
Pega o marcelo montenegro
que eu trouxe no saco
junto com o wally
e o tqto
por pura provocação
todos os poetas em chacal

Se faltar alegria
pega o nilsson
john paul ou bowie.
Mas o neruda
jamais.

Fui algum poeta galês
Algum bêbado, algum bardo.
Teu sérgio sampaio
ou algo que possa
doer menor em itamar.

E se um dia eu morrer,
vou deixar meu sergio mello pra você.




Bruna Beber