22.9.05

Image hosted by Photobucket.com


(Porão do Castelo de Praga -- 21h:38)


-- OLÁ? TEM ALGUÉM AÍ? Mas que frio aqui embaixo. De onde está vindo este vento? E eu com este casaco ridículo... Maldição! Onde foi parar todo mundo? Essa escada escorregadia. EI, ALÔÔÔ!!! E eu nem sei falar esta maldita língua! Onde vai dar este porão? Acho melhor eu voltar. Mas por onde vim mesmo? Não lembro. Agora só posso ir em frente. Parece som de vozes o que estou ouvindo. Vozes lá na frente. Deve ser o pessoal com o guia. Por que me deixaram para trás? Gente apressadinha. Que cheiro esquisito. Parece sair das paredes. Eu bem que quis ficar no hotel. Detesto excursões. Devia ter ficado no meu quarto quieta, bebendo vinho na janela, mas não, tive de fazer o que os outros querem. Merda! Brrr... isto aqui é lindo para quem vê de longe, na fotografia, no cinema, vai ficar aqui sozinho pra ver o que é bom, nesta corrente de ar dos infernos. EI, TODO MUNDO! GENTE! GUYS, CARALHO! Como vou sair daqui? Como é que alguém podia gostar de morar neste espaço todo, nesta escuridão, estas paredes frias, o chão limoso. Este silêncio de ecos. Nem um rato gosta daqui. ALÔÔÔ! ESTOU FICANDO CANSADA DE GRITAR! Vou sentar aqui e esperar que dêem pela minha falta... será? Um castelo do século 9, grandes merdas. Eu quero minha cama. Meu Deus, e agora? Já faz meia hora que me perdi dos outros. Meia hora aqui sozinha neste porão de castelo de uma terra que não conheço. Uma língua que não falo. Uma língua fria, escura, escorregadia, parece sair das paredes. Eu bem que quis...este vento me dá falta de ar. Eu quero sair daqui!!! Preciso de ar puro. Eu preciso. Está abafado. Que cheiro é esse? Essas vozes... estão perto agora. Vindo da parede? Deus, o que é isso? Não, não é possível... eu...só pode ser pesadelo. Eu quero acordar. Eu tenho de acordar. Eu vou acordar. Amanhã.


--------