8.5.03

A Academia Brasileira de Lóides


A Gugu-dadá anda sempre de mãos dadas com o Tatibitati, e os dois quando se unem, geram o Blablablá. Os dois acham que são artistas, "literatos". A Gugu-dadá escreve porque se recusa a aceitar que tem talento para as prendas domésticas e, no seu mundo cor-de-rosa, mistura sabão em pó com idéias, que viram bolhas que a gente esquece. O Tatibitati é incapaz de ver, por trás de seu rabo de pavão, que uma enxada lhe caberia melhor nas mãos do que um teclado. Todos acreditam naquela conversa de inteligência emocional. Se eles não escrevessem, sem dúvida o QI da humanidade seria poupado, mas aí o direito de livre expressão não estaria sendo exercido. É onde entra o Blablablá.

-- polêmica colaboração de um leitor anônimo deste blog.