7.11.19

18.10.19

O Som que os Versos Fazem ao Abrir - Murilo Mendes




O Som que os Versos Fazem ao Abrir: Murilo Mendes - O pastor pianista. E uma descoberta que leva a uma correcção, relativa a Cristovam Pavia (e ao alemão Hans Magnus Enzensberger). 





22.9.19

Fernando Guimarães

Árvore


Conheço as suas raízes. É tudo o que vejo.
Há um movimento que a percorre devagar. Não sei
se ela existe. Imagino apenas como são os ramos,
este odor mais secreto, as primeiras folhas
aquecidas. Mas eu existo para ela. Sou
a sua própria sombra, o espaço que fica à volta
para que se torne maior. É assim que chega
o que não passa de um pressentimento. Ela compreende
este segredo. Estremece. Comigo procuro trazer
só um pouco de terra. É a terra de que ela precisa.


Gonzalo Rojas


Los letrados
Lo prostituyen todo
con su ánimo gastado en circunloquios.
Lo explican todo. Monologan
como máquinas llenas de aceite.
Lo manchan todo con su baba metafísica.
Yo los quisiera ver en los mares del sur
una noche de viento real, con la cabeza
vaciada en frío, oliendo
la soledad del mundo,
sin luna,
sin explicación posible,
fumando en el terror del desamparo.


18.8.19

Señoritas

https://poesiamaira.tumblr.com/post/183413592269/mit%C3%B3-e-sandra-baptista-do-extinto-grupo-a-naifa




A mão armada/ antes de acordar/ sinto a raiva enferrujada/ nada disse esse remorso/ vesti-me de preto e saio/ a minha vida feita de regras antigas/ numa gaveta fechada/nada tenho a perder/ nada tenho a perder/ Não oiço/ não quero saber/ repetia as mesmas palavras/ vezes sem conta/ as mesmas palavras/ nada tenho a perder/ Nos degraus rachados daquela casa/ da puta daquela casa/ repeti as palavras/ nada tenho a perder/ nada tenho a perder/ A mão armada dispara/ que jeito de ferir/ atingi quem amei/ eu sei





30.7.19

Bruno Munari




Bruno Munari, From afar it is an Island, World Publishing Company, New York, NY, 1972.




30.6.19

Andreia C. Faria






Atropelamento



Quando eles dizem
"morreu rebentada por dentro"
querem dizer
que o coração
se moveu do esquerdo
ao lado direito do peito
que o impacto se sentiu no pulmão
onde o coração entrou e ficou escondido
palpável à língua
Que o fígado acidulado por um último jantar
se lançou em espuma contra as costas
e negra da noite ao avesso
a caixa torácica perdeu o abaule
o orgulho
as flores como pétalas de osso quebraram
por todo o dentro de cinco sentidos
Em todo o caso o corpo
ficou incólume
sentado na estrada
desviado apenas do lugar
onde esteve o baque da alma